Pit bull ataca 2 crianças em Goiás e uma dela morta

Caso aconteceu em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Saiba mais sobre o ocorrido.

Um caso bastante chocante aconteceu em Luziânia, entorno do Distrito Federal.

Segundo informações, um cachorro da raça pit bull atacou 2 crianças e matou uma delas. 

O menino, de 2 anos de idade, foi mordido no pescoço e não resistiu. O seu irmão, de 7 anos, foi também atacado, mas conseguiu sobreviver.

Testemunhas disseram à Polícia Militar que o cachorro era da família dos garotos. 

O registro da polícia informa que os policiais estavam fazendo ronda pelo setor quando viram o cachorro com a boca cheia de sangue, e logo depois ouviram gritos de desespero em uma das casas.

As testemunhas que estavam na casa quando eles chegaram, disseram que os dois irmãos haviam sido atacados e levados rapidamente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, onde o menino mais novo acabou por falecer. 

O irmão mais velho teve apenas ferimentos no braço e pôde fazer a recuperação em casa.

Os policiais chegaram a ir até o cachorro, mas ele tentou atacá-los e precisaram atirar para contê-lo. Após o tiro, o corpo do animal foi colocado no carro para evitar que as testemunhas, descritas como muito raivosas, o pegassem.

Um técnico do Centro de Zoonoses de Luziânia retirou o cachorro logo depois. 

De acordo com informações do órgão, o Núcleo de Vigilância Epidemiológica (NVE) deve examinar a cabeça do animal em Goiânia para descobrir se ele estava sadio.

O registro civil da polícia informa que os profissionais ouviram o pai dos meninos e avaliaram que não tinham informações suficientes para prender nenhum dos responsáveis. 

A mãe e outros familiares das crianças não foram ouvidos porque estavam com eles na UPA, mas possivelmente serão chamados para falar sobre o caso.

O corpo da criança morta foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para ser periciado. Depois de todos os exames necessários terem sido feitos, o corpo foi liberado para a família na segunda-feira (19).

À princípio, o caso está sendo investigado no 1ª DP da cidade como homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. 

Nossos pêsames à família.

Comentário do usuário