Após barco afundar, duas crianças são achadas agarradas ao corpo da mãe; ela sacrificou a vida por eles

Um passeio até as ilhas de La Tortuga que programado pela família infelizmente não terminou bem após sofrerem um naufrágio em alto mar, antes mesmo de chegarem às ilhas.

No barco estavam 9 pessoas. Três sobreviveram.

Mariely Chacon, uma mãe de 40 anos, conseguiu salvar seus dois filhos pequenos.

Ela amamentou Jose David e Maria Beatriz Chacon durante os quatros dias que passaram naufragados.

Os três e mais uma babá permaneceram flutuando em uma pequena embarcação que estava dentro do barco maior, juntamente com os outros destroços.

Mariely ainda chegou a beber a própria urina para conseguir ter uma energia suficiente para amamentar os filhos de 6 e 2 anos de idade. Infelizmente, Mariely chegou ao seu limite e acabou não sobrevivendo.

As equipes de resgate encontraram as crianças segurando o corpo da mãe sobre os restos do navio e foram levadas às pressas para o hospital com desidratação e queimaduras de primeiro grau.

A babá das crianças também conseguiu sobreviver.

Contudo, ela se manteve o tempo inteiro dentro da geladeira. Sua intenção foi se proteger do calor e da forte luz solar.

Os restantes dos tripulantes continuam a serem dados como desaparecidos.

As chances de serem encontrados com vida são muito baixas.

Infelizmente a mãe das crianças morreu de desidratação apenas 4 horas antes das autoridades conseguirem encontrar os pequenos e a babá.

Veja no vídeo o momento em que uma equipe aérea localiza os 4 tripulantes flutuando no mar:

O barco com as nove pessoas partiu de Higuerote, na Venezuela, para a desabitada ilha caribenha de La Tortuga, em 3 de setembro, no navio Thor de Higuerote.

As autoridades confirmaram que Chacon, que morreu de desidratação, manteve seus filhos vivos bebendo sua própria urina para que ela pudesse amamentá-los.

Apesar dos ferimentos as crianças não correm risco de vida.

Comentário do usuário